Musicas

Exportação de milho nos EUA está em baixa neste começo de 2023 e produtores começam a ficar preocupados; Brasil cresce no mercado

Written by BeiraVibes

Exportação de milho

Exportação de milho (Foto/divulgação)
As exportações de milho dos EUA normalmente começam a aumentar em janeiro, com a queda dos embarques de soja, mas essa tendência de alta ainda não se materializou, em grande parte devido às fracas vendas no exterior.

A China é o ingrediente que faltava para os exportadores dos EUA, e as fortes encomendas do país asiático impulsionaram as exportações de milho dos EUA nos últimos dois anos, mesmo com os preços altos frequentemente diminuindo a demanda.  As esperanças de uma eventual compra semelhante começaram a diminuir no início deste mês, depois que as vendas de milho dos EUA para a China nesta temporada foram quase 70% menores do que nos dois anos anteriores.

Mas a demanda chinesa não diminuiu, segundo dados do Brasil, que exportou mais de 1 milhão de toneladas de milho para a China no mês passado e deve repetir esse desempenho este mês. Embora o interesse da China no milho brasileiro possa ser ruim para os exportadores dos EUA, as compras são boas para os mercados globais, pois refletem a intenção do país asiático de continuar importando o grão amarelo, que é usado principalmente para fazer ração animal.

Artigos recomendados

Exportações de milho no Brasil devem diminuir também

As exportações brasileiras de milho devem desacelerar nos próximos meses, com a China potencialmente voltando-se para o mercado norte-americano. Mas desde abril de 2022, os compradores chineses não garantiram nenhuma compra significativa de milho dos EUA, muito menos do que o frenesi no início de 2021.

Os EUA continuam sendo o maior exportador de milho do mundo, mas seu domínio está diminuindo rapidamente à medida que a indústria de milho do Brasil se expande, e outros países podem em breve se juntar à China para favorecer os suprimentos brasileiros.

Reduzir embarques nas exportações de milho

A produção de milho dos EUA em 2022 é menor do que o esperado e menor do que nos dois anos anteriores, reduzindo o potencial de exportação. Mas a maioria das estimativas de exportação dos EUA para 2022/23, incluindo as do USDA, inicialmente incluíam compras chinesas mais fortes do que o esperado.

O fracasso com a China, sem dúvida, reduziu as metas de exportação, embora as vendas totais de milho dos EUA para todos os outros destinos estivessem em uma baixa de 10 anos no início deste mês.

Esses fatores podem forçar o USDA a reduzir as exportações de milho dos EUA em 150 milhões de bushels na semana passada, de 1,925 bilhão de bushels (48,9 milhões de toneladas) para o ano comercial de 2022/23 que termina em 31 de agosto. Se as vendas continuam baixas, novos cortes podem ser necessários. Apenas 45% da estimativa de exportação de janeiro do USDA foi vendida em 5 de janeiro, a segunda menor cobertura nos últimos 15 anos.

O Brasil exportou quase 8 milhões de toneladas a mais de milho do que os EUA em 2012/13 após uma seca devastadora nos EUA, mas os EUA exportaram pelo menos 10 milhões de toneladas a mais que o Brasil todos os anos desde então. As exportações de milho dos EUA podem se recuperar em 2023/24 se a safra de 2023 for forte, mas se a exportação de curto prazo e o crescimento da safra servirem de indicação, o Brasil pode ocupar o primeiro lugar de qualquer maneira.

Agradecemos a todos que vistam nosso site e compartilham os links além disso , pedimos que curta a nossa página.

Acompanhe as novidades de música no site diariamente, faremos o máximo para trazer as músicas do momento só pra você.
Download
mp3
for free
house
amapiano
download mp3
Fofoca
novidades
entretenimento

Relacionado

Source by [author_name]

About the author

BeiraVibes

Leave a Comment